Alfabetização até os 8 anos dará prêmio em dinheiro às escolas

09 de novembro de 2012
MEC distribuirá R$ 500 milhões a partir de 2014

Fonte: O Globo (RJ)




O Ministério da Educação (MEC) distribuirá prêmios no valor total de R$ 500 milhões, a partir de 2014, para Escolas da rede pública com bom desempenho na Alfabetização de crianças. O anúncio foi feito ontem pela presidente Dilma Rousseff, ao lançar o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa.

O pacto tem o objetivo de garantir que todos os Alunos da rede pública aprendam a ler e a escrever até os 8 anos e adquiram noções de matemática. As regras da premiação ainda não foram definidas, mas é possível que parte do dinheiro seja destinada a Professores do 1º ao 3º ano do Ensino fundamental.

O foco da iniciativa serão os Alunos dos três primeiros anos, o chamado ciclo de Alfabetização, que atende 7,9 milhões de Alunos na rede pública. Em parceria com 36 universidades públicas, o MEC oferecerá cursos de formação para os 360 mil Professores dessas Escolas. Os profissionais receberão ajuda de custo de R$ 150 por mês. Outros 18 mil orientadores ganharão bolsa de R$ 765 mensais.

Dilma anunciou investimento federal de R$ 1,1 bilhão em 2013 e R$ 1,6 bilhão em 2014, totalizando R$ 2,7 bilhões nos próximos dois anos.
- O que eu quero do Brasil é construir um país que seja, no mínimo, de classe média. Não há no mundo um país de classe média que não seja um país de oportunidades - disse Dilma.

A presidente defendeu que o pacto vire uma obsessão. Ela enviou medida provisória ao Congresso, com a finalidade de transformá-lo em lei:

- Está em jogo o futuro do Brasil. A insuficiência de aprendizado das crianças brasileiras da Escola pública está na raiz da desigualdade e da exclusão.

O governo federal entrará com o dinheiro, mas a execução das ações dependerá dos municípios e estados, que são os responsáveis pelas Escolas. Até ontem, 5.270 prefeituras já tinham aderido, bem como as 27 unidades da federação.
Um teste nacional verificará anualmente o nível de Alfabetização dos Alunos ao final do 2º e do 3º ano do fundamental. Em 2013, porém, a prova será aplicada apenas no 3º ano - turmas de 2º ano só participarão a partir de 2014. Os resultados da prova servirão de base para a premiação. O MEC distribuirá 60 milhões de exemplares de livros didáticos e literatura, além de jogos.

O ministro Aloizio Mercadante disse que a Alfabetização é o caminho para diminuir a reprovação. Segundo ele, o país perde entre R$ 7 bilhões e R$ 9 bilhões por ano por causa da repetência nos Ensinos fundamental e médio. O MEC recomenda que as Escolas não reprovem Alunos dentro do ciclo de Alfabetização e que deem aulas de reforço, para impedir que crianças terminem o ciclo sem ler nem escrever.
- Todos os países que resolveram a questão do desenvolvimento começaram por uma Educação de qualidade - afirmou Mercadante.

De acordo com o censo do IBGE, 15,2% das crianças brasileiras eram analfabetas em 2010. Avaliações educacionais revelam, porém, que quase metade dos Alunos chega ao final do 3º ano do Ensino fundamental sem ler nem escrever.
Dilma disse que a Alfabetização de crianças, juntamente com o programa de construção de Creches e oferta de Ensino em tempo integral, faz parte de uma revolução pacífica.  


Ver todas as notícias de Educação na Mídia



Concordo com você Dinalice, mas é em nome de milhares de educadores que falo. Vejo no rosto dos educadores o cansaço para dar conta de tantos compromissos e responsabilidades, pois alfabetizar em média 50 crianças por ano não é fácil, abracei o PROLETRAMENTO E ABRAÇO O SIPACTO e surgir qualquer outro programa para ajudar a melhorar a qualidade da educação estou disposta a lutar, pois devemos lutar sempre, mas desistir jamais. Não vejo a falta de qualificação como o principal vilão do problema e sim a dobra de turno. Estou usando esse espaço para colocar em discussão o que muita gente pensa e fala e que os governantes também deveriam começar a discutir essa questão.



O primeiro passo para melhorar a qualidade da educação no Brasil é diminuar em carater de urgência a jornada de trabalho do professor. Penso que qualquer pessoa que trabalho em dois turnos em escolas e turmas diferentes depois de um certo tempo não tem mais condições físicas e psicológias de apresentar um bom desempenho. Lamento essa situação e não vejo perspectivas de melhora. Temos excelentes profissionais, mas todos andam cansados e muitos não dão assistência a família porque trabalham o dia inteiro e tem que planejar a noite. Pague ao professor o que lhe é de direito e acabe com a dobra de turno.

SOCOROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

Carregando


Seu comentário foi enviado com sucesso.




 

Leia os termos de uso antes de enviar sua mensagem.
Li e aceito os termos de uso.

 

Consulte nosso glossário

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • I
  • J
  • K
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • R
  • S
  • T
  • U
  • V
  • W
  • X
  • Y
  • Z

Sua mensagem foi enviada com sucesso!
 
 
 

Não foi encontrado nenhum registro com os critérios informados.