Operação Cosmos vai invadir 1,5 mil escolas

26 de dezembro de 2012
Jogo educativo criado em 2009 pela Redalgo começa em 2013 a ser distribuído na rede estadual

Fonte: Brasil Econômico (SP)




O desinteresse dos jovens pela Escola tem sido apontado em pesquisas como o principal fator da evasão Escolar. O ambiente Escolar, baseado em um modelo da Revolução Industrial, ha tempos não atende mais as demandas do jovens, que vivem em um mundo conectado. E os jogos educativos de computador são uma das saídas apontadas para conseguir trazer os jovens de volta para Escola. No Brasil, varias iniciativas vem despontando para conquistar este mercado. O jogo Operação Cosmos, desenvolvido pela empresa Redalgo, e um exemplo. O jogo foi lançado em 2009, tendo como consultor cientifico o físico Marcelo Gleiser, e conseguiu notoriedade chegando a ser a unica empresa privada de software aprovada pelo Ministério da Educação (MEC) para compor o Guia de Tecnologias Educacionais, onde o programa passou por dois anos de avaliação. Agora, os sócios da Redalgo querem voar mais alto. Nossa meta e chegar a 1,5 mil Escolas em 2013h, afirma Diogo Beltran, diretor da empresa. O numero e pequeno se comparado as cerca de 161 instituições públicas de Ensino existentes no pais. Mas e um grande salto em relação ao alcance atual de 150 Escolas. A diferença esta na entrada da empresa em redes estaduais, como Goias, que, sozinha, conta com mais de mil Escolas. A empresa também assinou contrato com as redes de Osasco e Cubatão, alem dos estados de Tocantins e Amazonas. A Operação Cosmos e um jogo de ficção científica interativa, onde o Aluno assume o papel de um cadete espacial, em missão por varias luas e planetas no sistema solar. No caminho, ele vai enfrentar desafios, que virão na forma de problemas .O jogo conta com duas versões: Ensino básico e médio. O Aluno poderá ser avaliado quanto as habilidade de leitura, matemática, ciências, ética, física, geografia e meio ambienteh, explica Beltran. O Professor pode acompanhar, por meio de relatórios, todo o progresso dos estudantes, inclusive comparando os indicadores com outra classe ou mesmo outra Escola da mesma rede. O valor da licença vitalícia do jogo gira em torno de R$ 28,9 mil por Escola e inclui o treinamento dos Professores. 


Jogos gratuitos são opção
A especialidade da Redalgo e trabalhar as habilidades matemáticas e cientificas dos Alunos, mas a empresa faz parcerias para a divulgação de jogos gratuitos, desenvolvidos por universidades públicas. Um exemplo e o jogo Triade, desenvolvido pelo grupo de pesquisa Comunidades Virtuais da Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Com foco no aprendizado de Historia, o jogo visa possibilitar a imersão dos Alunos no universo do seculo XVIII, especialmente na Revolução Francesa. O jogo, que pode ser baixado gratuitamente no site das Comunidades Virtuais (http://www.comunidadesvirtuais. pro.br/triade/ download.html), onde também estão orientações para os Professores de como usar a Triade como um intermediador no processo de aprendizagem dos estudantes.


Ver todas as notícias de Educação na Mídia

Carregando

Ainda não há comentários.

Seja o primeiro a comentar.




Seu comentário foi enviado com sucesso.




 

Leia os termos de uso antes de enviar sua mensagem.
Li e aceito os termos de uso.

 

Consulte nosso glossário

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • I
  • J
  • K
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • R
  • S
  • T
  • U
  • V
  • W
  • X
  • Y
  • Z

Sua mensagem foi enviada com sucesso!
 
 
 

Não foi encontrado nenhum registro com os critérios informados.