x

Após revogação, nova lista de escolhidos para o CNE é publicada no Diário Oficial

06 de julho de 2016
Seis nomes foram mantidos pelo presidente interino Michel Temer

Após revogação, nova lista de escolhidos para o CNE é publicada no Diário Oficial
Alexandre Ondir




Do Todos Pela Educação

Após revogar a lista de membros do Conselho Nacional de Educação (CNE) designados pela presidente afastada Dilma Rousseff (PT), o presidente interino Michel Temer (PMDB) divulgou os doze nomes que devem compor o colegiado. A publicação se deu no Diário Oficial da União (DOU) de segunda-feira, dia 4 de julhoEntre eles, seis já estavam na lista anterior. A posse está marcada para o dia 13 deste mês. 

Os nomes que aparecem nas duas listas - ou seja, que foram mantidos - são: Eduardo Deschamps (presidente do Consed); Alessio Costa Lima (presidente da Undime); Gersem José Dos Santos Luciano (especialista em Educação Indígena) e Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti; Luiz Roberto Liza Curi e José Loureiro Lopes. Os quatro primeiros fazem parte da Câmara de Educação Básica enquanto o restante está na de Educação Superior. 

Foram excluídos da nova lista os seguintes nomes: Antonio Carlos Caruso Ronca, Antonio Ibañez Ruiz, Maria Izabel Azevedo Noronha, Maria Lúcia Cavalli Neder, Luiz Fernandes Dourado e José Eustáquio Romão.

Entre os seis nomes que são novidades, três foram designados para Câmara de Educação Básica. São eles: José Francisco Soares (ex-presdente do Inep); Nilma Santos Fontanive (especialista em avaliação) e Suely Melo de Castro Menezes (representante do Fórum Nacional dos Conselhos Estaduais de Educação no FNE). Os três restantes são da Câmara de Educação Superior: Antônio Araújo Freitas Júnior (pró-reitor da Fundação Getulio Vargas); Antõnio Carbonari Netto (fundador da Anhanguera Educacional) e Francisco César de Sá Barreto (professor emérito da UFMG).

Entenda
Os mandatos dos conselheiros do CNE terminam em julho. No entanto, em maio, três dias antes do vice-presidente Michel Temer assumir a Presidência, Dilma nomeou os doze conselheiros. No fim de junho, porém, os nomes foram revogados. A revogação faz parte da revisão que o ministro da Educação Mendonça Filho está fazendo dos atos e decisões tomadas pelo governo Dilma antes do afastamento da presidente. Os conselheiros ainda não haviam tomado posse dos seus cargos. 

O CNE é um órgão independente associado ao Ministério da Educação (MEC) e tem, como missão, aprimorar e consolidar a Educação nacional de qualidade, assegurando a participação da sociedade. Por ele passam as discussões sobre os mais diversos tipos de políticas educacionais. O debate em torno da Base Nacional Comum (BNC), por exemplo, se dará no âmbito do conselho. Para saber mais sobre ele, clique aqui.


Ver todas as notícias


Carregando

Ainda não há comentários.

Seja o primeiro a comentar.




Seu comentário foi enviado com sucesso.




 

Leia os termos de uso antes de enviar sua mensagem.
Li e aceito os termos de uso.

 

Consulte nosso glossário

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • I
  • J
  • K
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • R
  • S
  • T
  • U
  • V
  • W
  • X
  • Y
  • Z

Sua mensagem foi enviada com sucesso!
 
 
 

Não foi encontrado nenhum registro com os critérios informados.