• <

Educação é tema na Brazil Conference, que debate soluções para o País

POR 06 Abr, 2018

Especiais

Apoiador do evento em Boston, o Todos Pela Educação promove debate sobre a profissão docente e o papel da Educação no desenvolvimento social, político e econômico do Brasil

O que pessoas pensando o Brasil em Harvard (Boston/EUA), podem, de fato, fazer para que o país melhore? Esse é o desafio da Brazil Conference at Harvard & MIT, promovida pela comunidade de estudantes brasileiros dessas duas universidades, que neste ano acontece nos dias 6 e 7 de abril. Contando com um público repleto de formadores de opinião e pessoas influentes nos setores público, social e privado, o Todos Pela Educação, apoiador do evento, participa com a formação de dois importantes debates: a profissão docente e a Educação como prioridade de um projeto de país.

 

A mesa Educação Já! Para o Brasil, de fato, melhorar, organizada pelo Todos, fará um debate de propostas para o país. Com mediação de Priscila Cruz, presidente-executiva do movimento, a discussão contará com o ativista Douglas Belchior, o cientista político Fernando Abrucio, a cientista Lygia da Veiga Pereira, e o economista Ricardo Paes de Barros - todos os quatro também professores (saiba mais sobre cada um abaixo). A composição plural da mesa visa discutir a relação e influência da Educação em outras áreas fundamentais para o desenvolvimento político, social e econômico do País.

 

Para Priscila, o ano eleitoral se apresenta como oportuno para esta reflexão: "Esta é uma oportunidade única para promovermos melhorias estruturantes no País. Jamais vamos romper os ciclos de crises que impedem nosso desenvolvimento social e econômico se não considerarmos a Educação como elemento central do Brasil que queremos. A Educação não é a única resposta, mas sem ela não há solução. O que falta é priorizá-la de verdade."

 

A voz dos professores

E se a Educação é a política mais estratégica para o País, o professor é o profissional mais importante e fator-chave para a qualidade educacional. Por isso, o Todos abriu um espaço para que sejam discutidos os desafios da profissão docente em um painel anterior à mesa sobre políticas públicas. Para esse debate, o movimento está levando dois profissionais brasileiros: Flávia Goulart Jesus Pinto e Ivan Gontijo Akerman - ambos lecionam na rede pública. O debate será mediado por Erika Butow, CEO do Ensina. Para Priscila, "a valorização dos professores passa por escuta e voz ativa. É nesse sentido que estes dois professores simbolizam a grande necessidade que temos de posicionar os docentes como protagonistas de uma Educação realmente transformadora em qualidade e equidade."


Saiba mais:

Brazil Conference at Harvard & MIT - 6 e 7 de abril, Boston (EUA). O evento terá transmissão ao vivo pelo site www.brazilconference.org e os debates organizados pelo Todos Pela Educação serão transmitidos pelo Facebook do movimento: facebook.com/todoseducacao. Acompanhe também a nossa cobertura pelo Twitter @TodosEducacao e pelo Insta @todospelaeducacao

 

Painel sobre desafios da docência no Brasil: sábado, 7/4, às 15h30 (horário de Brasília)

  • Erica Butow - CEO do Ensina (mediadora)
  • Flávia Goulart Jesus Pinto, Professora de Português do Ensino Fundamental da rede pública Estadual de Mato Grosso.
  • Ivan Gontijo Akerman, Professor de Matemática do Ensino Fundamental da rede pública Estadual de Mato Grosso. Também já trabalhou como professor em comunidades vulneráveis no Equador.

 

Mesa: Educação Já! Para o Brasil, de fato, melhorar: sábado, 7/4, às 16h00 (horário de Brasília)

  • Priscila Cruz, presidente-executiva do Todos (mediadora)
  • Douglas Belchior: Formado em História pela PUC/SP, professor Rede Pública Estadual; Fundador e professor no Movimento Uneafro-Brasil; Palestrante/Conferencista sobre a temática “História das Lutas Sociais no Brasil”, “Questão Racial no Brasil” e “Direitos Humanos”; Atualmente é consultor para a área da justiça criminal, violência do estado, encarceramento e política de drogas, do Fundo Brasil de Direitos Humanos.
  • Fernando Luiz Abrucio: Professor e pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (SP) desde 1995. Pesquisa temas nas área de Ciência Política, Administração Pública, Políticas Públicas e Política Comparada, com ênfase em questões relacionadas à Educação, às Relações Intergovernamentais e o Federalismo, bem como sobre Reforma do Estado e gestão pública.
  • Lygia da Veiga Pereira: Professora Titular e Chefe do Laboratório Nacional de Células-Tronco Embrionárias (LaNCE) da Universidade de São Paulo (USP). É a responsável pelo estabelecimento de uma primeira linhagem brasileira de células-tronco embrionárias de multiplicação in vitro, disponibilizadas para outros grupos de pesquisa no País.
  • Ricardo Paes de Barros: Economista-chefe do Instituto Ayrton Senna, professor titular da Cátedra Instituto Ayrton Senna no Insper e coordenador do Núcleo Ciência para Educação do Centro de Políticas Públicas (CPP). Integrou o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA) por mais de 30 anos. Entre 2011 e 2015, foi subsecretário de Ações Estratégicas da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.
     


SHARE