x

Todos Pela Educação lança iniciativa com propostas para promover salto de qualidade na Educação Básica

24 de maio de 2018
Pontos principais da agenda técnica desenvolvida por grupo suprapartidário já estão sendo apresentados a pré-candidatos




O movimento Todos Pela Educação, com a colaboração de um grupo plural e suprapartidário de especialistas em Educação, está desenvolvendo um plano estratégico para efetivar mudanças estruturantes na Educação Básica brasileira. A iniciativa tem como foco imediato contribuir para que, já no período de transição de gestão, os próximos governantes tenham à sua disposição diagnósticos aprofundados e propostas baseadas em evidências e experiências exitosas em nível internacional e nacional para melhorar a qualidade da Educação Básica brasileira.

“Junto com diversos especialistas e organizações parceiras, identificamos que um ponto crítico da Educação Básica hoje é a falta de uma estratégia sistêmica que aponte quais ações precisam ser continuadas e aprimoradas e quais novas medidas precisam ser introduzidas para avançarmos no sentido do que está estabelecido no PNE e nas boas experiências que algumas redes brasileiras vêm demonstrando nos últimos anos. O momento eleitoral é importante para conseguirmos jogar luz sobre esse debate fundamental para o desenvolvimento dos brasileiros e do País”, pondera Priscila Cruz, presidente-executiva do Todos Pela Educação. “Não podemos continuar nos conformando com os baixíssimos índices de aprendizagem dos alunos nem com a enorme desigualdade educacional que perpetua as injustiças sociais do País. A Educação sozinha não vai resolver todos os nossos problemas, mas sem ela não haverá alterações significativas no quadro atualmente instalado. Trata-se não só de um direito fundamental de todo cidadão mas, também, de uma política central para a nação, e qualquer candidatura que se diga comprometida com o desenvolvimento dos brasileiros, terá de olhar para a Educação como a matriz de soluções para as diferentes áreas”, conclui.

Há um mês, os principais pontos do plano vêm sendo apresentados a pré-candidatos à Presidência da República com o propósito de que já os considerem na formulação de seus planos de governo. O objetivo do movimento é dialogar com todos os pré-candidatos e coordenadores de campanha até o final de julho.

Parte de uma iniciativa de mobilização em favor da Educação Básica Pública brasileira chamada Educação Já!, o plano apresenta uma visão de longo prazo, diretrizes para a pauta nacional e estadual e agenda dos 100 primeiros dias para o governo federal. As propostas discorrem sobre primeira infância, alfabetização, formação e carreira docente, implementação da Base Nacional Comum Curricular, reestruturação do Ensino Médio, gestão das redes e das escolas, governança do sistema e financiamento.

O movimento já conversou com a coordenação de campanha de alguns pré-candidatos, entre eles, Marina Silva, Ciro Gomes e Geraldo Alckmin, e segue atendendo solicitantes e organizando encontros com as equipes dos demais pré-candidatos.

Colaboram com o desenvolvimento do plano nomes como:

Anna Helena Altenfelder, pedagoga e presidente do conselho do Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária);

Binho Marques, ex-titular da Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino (SASE) do Ministério da Educação do governo Dilma Rousseff (PT), e ex-governador do Acre pelo PT;

Cláudia Costin, professora, diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE-FGV) e ex-secretária de Educação do Rio de Janeiro na gestão Eduardo Paes (à época PMDB);

Fernando Abrucio, professor, pesquisador e coordenador do curso de graduação em Administração Pública da FGV (SP);

José Henrique Paim, professor da FGV-Rio e ex- Ministro da Educação do governo Dilma Rousseff (PT);

Mariza Abreu, Consultora de educação e ex-Secretária da Educação do Rio Grande do Sul no governo Yeda Crusius (PSDB);

Maurício Holanda, Consultor Legislativo da Câmara dos Deputados e ex-Secretário de Educação de Sobral e do Ceará nas gestões Cid Gomes (PSB/Pros) e Camilo Santana (PT);

Mozart Neves Ramos, professor, diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna e ex-secretário de Educação de Pernambuco na gestão Jarbas Vasconcelos (PMDB);

Naercio Menezes Filho, Coordenador do Centro de Políticas Públicas (CPP) do Insper e professor de economia da USP;

Neca Setúbal, socióloga, presidente dos conselhos da Fundação Tide Setúbal e coordenadora do programa de Educação de Marina Silva (Rede) em 2014;

Washington Bonfim, ex-secretário de Educação e de Planejamento de Teresina (PI) na gestão Firmino Filho (PSDB).
 


INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA
Bárbara Benatti e Adriana Manarim
barbara@todospelaeducacao.org.br; adriana@todospelaeducacao.org.br
(11)3145-5377  


Ver todos os releases

Consulte nosso glossário

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • I
  • J
  • K
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • R
  • S
  • T
  • U
  • V
  • W
  • X
  • Y
  • Z

Sua mensagem foi enviada com sucesso!
 
 
 

Não foi encontrado nenhum registro com os critérios informados.